quinta-feira, 26 de maio de 2011

Complexos...


Estava eu feliz da vida no parque Prefeito Mário Covas, localizado na Avenida Paulista, São Paulo, quando decidir ir ao banheiro , e ao entrar, percebi que um deles estava ocupado, pois tinha umas mochilas do lado de fora, entrei, usei e antes de sair, ouvi ruídos, o que indicava que a pessoa do lado já tinha saído.

Deparei-me com aquele ser, agasalhada da cabeça (usava uma touca) aos pés, e olha que nem tava tanto frio assim, com uma de suas grandes mochilas nas costas, com uma revista nos braços e com as mãos no nariz acompanhado de um papel, parecia assuar. Ela começou a sussurrar, com a mão próximo a boca, não entendia o que estava falando, por isso pensei que ela estivesse no falando com alguém no celular. Até ter a certeza de que estava falando comigo.

Ela: Você quer fazer plástica?

Eu: Se eu quero fazer plástica?

Ela: É você quer fazer plástica no nariz?

Eu: Não, não. Por que, você quer?

Ela: Quero sim, acho que você devia fazer, seu nariz é feio, ia ficar bem legal. Ia ficar parecendo com a da.... (mencionou o nome de uma celebridade que nunca ouvi falar e muito menos sei de quem se trata).

Eu: (Risos) Sabe que na minha infância eu tinha complexo com o meu nariz, mas já superei isso, estou resolvida. Você busca um modelo aí na revista?

Ela: É. (Risos)

Eu: Então, boa sorte! E obrigada pela sugestão. Tchau! (Risos)

Ela: Tchau!

Saí dali rindo sozinha, e pensando sobre o que um complexo causa na vida de uma pessoa, confesso que nunca imaginei que alguém fosse reparar no meu nariz em tão pouco tempo enquanto eu utilizava um banheiro público.

Por outro lado, podemos perceber o quanto estou, de fato, bem satisfeita com meu nariz, pois independente da opinião daquela menina, mesmo sem ter sido pedida, eu não me incomodei.

Engraçado que quando estamos de bem com a gente mesmo, nenhuma crítica nos abala.

Apesar de nunca ter visto aquela moça, e acreditar que não a verei, mesmo por que não teria nem como reconhecê-la, sendo ela tão sincera comigo, me senti na obrigação de também ser franca com ela, pois na minha infância, minhas irmãs, tenho duas, falavam demais do meu nariz, que eu tinha “nariz de porco”, e eu me irritava na época, mas foi nesta mesma situação, mesmo tentando “derrotá-las” dizendo que elas tinham inveja do meu lindo nariz que era pequeno, enquanto o delas era maior do que o meu, no espelho, que comecei a achar meu nariz lindo de verdade, ele não me incomoda, a não ser alguns cravinhos que surgem, mas nada que um bom cosmético não resolva.

Achei a situação engraçada, em nenhum momento tive raiva daquela menina desconhecida, exatamente por gostar do meu nariz, algo que a incomodou, caso contrário, duvido que ela tivesse reparado tão bem no meu lindo nariz, acho que ela, assim como minhas irmãs, ficou com inveja. (risos)

E você, o que pensa sobre os complexos? Tem algum, teria coragem de revelá-lo pra gente?

3 comentários:

  1. Invejosa eu???? SEU NARIZ!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. continuo sua fã. Vc cada dia escreve melhor. Parabéns

    ResponderExcluir
  3. sim eu tenho um complexo que gostaria de revelar
    sou jovem tenho 16 anos e tenho um complexo doentio com o meu nariz doentio msm mal alguém olha para mim mais tempo k o normal eu penso"tas aqui tas a apnhar um murro nessa focinha "
    eu tenho olhos azuis 1,79m e em geral acham me girinho masultimamente talvez devido ao seu crescimento as pessoas riem e gozam com ele não mo dizem diretamente mas eu oico e vejo os olhares e risinhos... odeio gente k so liga as aparências
    já pensei em morrer e em matar por causa deste nariz e n sei k mais fazer todo o meu fracasso social eu culpo o meu nariz ... alguém me ajuda??
    ah o meu nariz e grande nas narinas e e empinado fica muito estranho e por muito k os meus olhos chamem a atenção o nariz chama mais k desastre

    ResponderExcluir